Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for the ‘Compreender o Ascendente’ Category

Astrologia-e-Autoconhecimento-Centro

Definição técnica (muito simples) sobre aquilo que representa o Ascendente (Asc): Ele representa a linha do horizonte do local exacto onde nasço que cruza a cintura do Zodíaco a Leste. Como o dia tem 24 horas e o Zodíaco tem 12 signos, o signo do Ascendente muda de 2 em 2 horas. Esse é um dos motivos pelo qual é igualmente tão importante sabermos a hora exacta do nosso nascimento. A associação simbólica (astrológica) é que o Asc corresponde à energia que usamos diariamente para fazer ascender a nossa Consciência (Sol). Pois se ele representa a linha do horizonte que cruza o Zodiaco a Leste, o ponto cardeal onde nasce o Sol, é para fazer nascer o Sol em nós que acordamos todos os dias.

Movimentos_do_sol

Ele marca a forma como (literalmente) nascemos para a Vida, por isso está relacionado com a energia que imprimimos em tudo o que iniciamos e projectamos sobre o ambiente. A casa XII corresponde ao período final de gestação e o Ascendente é o momento em que saímos do útero materno para a Vida, o momento em que lutamos para nascer. Por isso é tão importante sabermos a hora do nosso nascimento. O signo do nosso Asc fala das ferramentas que a nossa personalidade utiliza para que possamos consolidar a construção do nosso Ser (o Sol). Por isso a personalidade sempre deve servir o Espirito. E se existe um nascer do Sol (Consciência), existe um por-do-sol. Esse ponto cardeal corresponde ao Descendente – Dsc (ponto oposto ao Asc). A energia do signo que está no Dsc é exactamente o oposto do nosso Asc. Então, por simbologia esse ponto corresponde a uma zona onde temos menor Consciência de nós próprios e onde vamos atrair as relações necessárias para que a possamos desenvolver. O Dsc equilibra a energia projectada no Asc.

Tenho por hábito dar este exemplo durante as minhas aulas; experimentem olhar para todas as partes do vosso corpo e vejam se assim conseguem tirar uma imagem exacta do mesmo. Impossível ter essa leitura. Para conseguirmos ver o nosso corpo na totalidade precisamos de um espelho. O espelho vai reflectir a nossa imagem e isso permite que tenhamos a representação mental exacta da nossa forma, do nosso corpo, da nossa imagem física. Pois bem, o Dsc corresponde à Casa VII, uma casa que está associada à energia natural de Balança. Balança é um signo de espelhos, onde a relação que tenho com o outro espelha a relação que tenho comigo próprio. O Asc corresponde ao nosso corpo e o Dsc ao espelho que precisamos de usar para nos vermos melhor! Por isso será lógico pensar que precisamos deste ponto oposto ao Asc para que possamos fazer os ajustes necessários ao desenvolvimento da nossa Consciência. O objectivo é que a nossa imagem vá ficando progressivamente mais nítida à medida que aprendemos com essa experiência. À medida que assim é, a energia do Asc fica mais completa e aquilo que dou e recebo das relações (Dsc) aproxima-se mais da verdadeira partilha do que de um complemento!

Então mais do que nos queixarmos das nossas relações, o melhor é agradecer a oportunidade de desenvolvimento que nos trazem. Para isso é preciso assumir responsabilidade pela qualidade da energia que projectamos ao invés de culpar as nossas relações pelo que elas nos devolvem. Não se esqueçam que são um “espelho”, logo tudo tem a ver connosco.

Aprofundamento sobre a simbologia do Asc/Dsc:

A relação entre o significado do Asc e o Sol (Leão / Casa V) parece ser evidente para todo o estudante de astrologia ou astrólogo. E em relação ao Dsc?  Para mim faz sentido relacioná-lo com Saturno e Úrano (Aquário / Casa XI).

Relação entre o Asc e o Sol

Os 12 signos do Zodíaco representam energias arquetípicas cujo significado está igualmente transferido para as 12 casas. Assim, o Asc corresponde à casa I e por isso está intimamente ligado ao 1º signo do Zodíaco que corresponde ao arquétipo de Carneiro. Carneiro é igualmente o signo onde o Sol encontra a sua exaltação. Para mim este posicionamento representa tão simplesmente a Coragem de Sermos nós próprios, a capacidade de Lutarmos pelo nosso Propósito de Vida (a energia de Marte quando serve a Consciência – Sol). O Sol recebe do seu anfitrião (Marte em Carneiro) as suas melhores qualidades para que se possa expressar, por isso não poderia existir melhor signo para a exaltação do Sol. Então, seguindo esta linha de raciocinio, é fácil de perceber porque é que o Asc serve o Sol! Para além de outros significadores interessantes como Carneiro e Leão / Casa I e Casa V fazerem parte da tríade de Fogo, ou seja, signos e casas que estão naturalmente a 120º de distância entre si, o que em astrologia se define como um Trígono. A aprendizagem está em conseguir sintonizar a energia representada pelo signo do Asc com a do signo solar. Aí teremos a personalidade a servir o Espirito. E o Asc não tem igualmente relação com os restantes planetas do mapa natal? Evidente que sim, mas em última análise todo o mapa tem como propósito desenvolver a nossa Consciência, ou seja, o Sol, para o qual todas as funções representadas por esses mesmos planetas contribuem! Afinal, ele é o centro do Sistema Solar, o único astro com luz própria, o único corpo celeste emanador de Energia. Todos os restantes astros reflectem a sua Luz.

Relação entre o Dsc e Saturno/Úrano

E porque ainda somos seres divididos, aprendemos em reflexo e por devolução das nossas projecções. Por isso o Dsc vai reflectir a energia que complementa o nosso kit de ferramentas pessoais, onde ainda somos limitados, e que é essencialmente vivida através das nossas relações. Se nos complementa significa aquilo que ainda falta em nós, isso corresponde igualmente à sombra que o(s) outro(s) tão amorosamente nos devolve(m) – Vénus/Dsc – e que nós (tendencialmente) interpretamos como um ataque ou afronta à nossa persona (quando não gostamos do que vemos) – Marte/Asc. Encontrar esse equilibrio em nós é sermos capazes de desenvolver a Sabedoria para lidar com a Vida. E é aqui que pretendo estabelecer uma relação entre o arquétipo de Saturno com o signo da Balança e a Casa VII (Dsc). E porque de facto nada é por acaso, é Saturno quem encontra a sua exaltação em Balança. Para mim este posicionamento fala (entre outras coisas) de que a Sabedoria da Vida está na capacidade de encontrar o ponto de equilíbrio em tudo o que fazemos, em viver e relacionar-mo-nos com a Vida em harmonia, em entender que tudo o que projectamos é reflectido e assumir a responsabilidade de lidar com o que nos é devolvido de modo a restabelecer do desequilíbrio criado. E isso é viver em Paz com a Vida. Então, seguindo esta linha de raciocinio, podemos (à semelhança do que fizemos entre o Asc e o Sol) igualmente associar uma relação geométrica entre estes 2 arquétipos e que reforça o poder da exaltação de Saturno em Balança. Porque é que a Vénus serve Saturno (Dsc serve a Casa XI)? Para além de tudo o que foi explicado, Balança e Aquário / Casa VII e Casa XI fazem parte da tríade de Ar, ou seja, signos e casas que estão naturalmente a 120º de distância entre si. E temos novamente o Trígono. É o entendimento e a Maestria (Saturno) deste Equilíbrio (Vénus / Balança) que nos permite ser Livres (Úrano / Aquário). Bem, isto ainda dava para mais desenvolvimento, porque Úrano é regente esotérico de Balança e Hierárquico de Carneiro… Liberdade não é fazer o que nos dá na real gana, mas entender, esta Lei Universal tão simples, a Lei da Atracção (regida por Vénus). Encontrar o ponto de equilíbrio que nos coloca no centro da esfera e não na sua periferia onde a polarização acontece.

Analisando o eixo Asc/Dsc desta forma, parece que faz sentido encontrar uma relação directa entre o Asc e o Sol, e entre o Dsc e Saturno / Úrano.

Por sua vez, o Sol rege o signo de Leão, e Saturno / Úrano o signo de Aquário, signos que se encontram naturalmente em oposição e por isso complementares e que nos permitem desenvolver o nosso processo de Individuação. Encontrarmos esse Centro (Sol) que nos permite viver em equilíbrio é ser Livre (Úrano). Isto parece que “encarece” o valor daquilo que representa o eixo Asc/Dsc…

Resumindo para não baralhar mais:

Sim, é verdade que nem sempre existe uma relação fácil entre a energia do signo Asc e o signo referente ao posicionamento do Sol no mapa natal de cada um. O primeiro impacto que temos sobre o ambiente que nos rodeia, a forma como com ele nos relacionamos pode esconder muito daquilo que somos após um contacto mais prolongado. E por esse motivo, quão mais difícil for a nossa capacidade de integrar a energia do signo Ascendente, mais difícil será a nossa relação com o mundo cá fora, mais difícil será “manejar” as ferramentas de que dispomos para lidarmos com a vida, e por isso ele pode transformar-se numa máscara que esconde a nossa verdadeira Essência (Sol), sentirmos que por muitas lutas e batalhas que travemos conseguimos expressar muito pouco de nós mesmos. Nesse caso existe uma maior necessidade de ajuste e compromisso para que a energia siga a Consciência. Por isso o aprofundamento dessa relação necessita de uma análise detalhada do mapa natal.

Significado de cada signo ascendente. (a ser postado à medida que é possível)

 .

© Ana Paula Pestana, All Rights Reserved | ap_pestana@hotmail.com

Read Full Post »

%d bloggers like this: