Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘30 outubro 2016’

uma

lua-nova-30-outubro-2016

«Trick or Treat»…

Iniciamos este novo ciclo de Consciência abaixo da superfície… Se no ciclo anterior (Balança) tratava-se de tomarmos Consciência dos Reflexos e do que atraímos por Correspondência ampliando a nossa Identidade através do que nos devolvem as Relações, com a Lua Nova em Escorpião há que tomar Consciência da Ressonância que o exterior produz internamente e das batalhas com as quais ainda encontra Correspondência.

Com esta Lua Nova, concentramos energia para intensificar e aprofundar estas Relações, tornando-nos mais “íntimos” com a vida despindo-nos de preconceitos e aceitando perder algo de nós mesmos para que da união de “recursos” possamos nos reconhecer por inteiro. E isto implica compreender tudo o que deixámos crescer por debaixo da superfície, o que durante todo este tempo escolhemos alimentar, e com esta Consciência reconhecer em nós o que ainda é destrutivo ou reconstrutivo…

Aproveitamos a oportunidade para dedicar todo um ciclo à necessidade de exorcizar os fantasmas que ainda nos atormentam, mas também para aprofundar o que merece a nossa atenção. Trazer intensidade e poder ao que merece a nossa concentração, e deixar partir o que expirou prazo de validade. É a oportunidade para terminar, por um fim, ao que já não é produtivo e não tem qualidade. Colhemos os frutos do ciclo e aceitamos as perdas. Reciclamos os nossos recursos e transformamos o que está obsoleto em aprendizagem, porque nada se perde, tudo se transforma… Aquilo que não nos mata torna-nos mais fortes, basta compreendermos que a morte faz parte da vida porque sem ela não se criam os espaços necessários para que uma nova semente possa germinar. Tudo o que nasce para a luz teve antes a sua origem na escuridão. Os melhores tesouros estão escondidos nos locais mais profundos e guardados em segredo, até que sejamos capazes de enfrentar os perigos e as tormentas para lá chegar. E a partir desse momento apercebemo-nos de que, caso nunca nos tivéssemos dado ao trabalho e assumido a coragem (afinal Escorpião também é regido por Marte) de enfrentar as mais duras batalhas para lá chegar, nunca teríamos feito tamanha descoberta e perderíamos tamanha riqueza, o Ouro da Consciência.

A nossa Lua Nova de Escorpião (que os céus nos permitam a intimidade), ao contrário do que aconteceu na Lua Cheia de Carneiro, oferece-nos uma harmoniosa geometria entre Mercúrio e Neptuno. No dia 30 de Outubro, a 7º44’ de Escorpião, esta Lua Nova faz conjunção a Mercúrio e trígono a Neptuno em Peixes.

A conjunção a Mercúrio traz-nos as qualidades de psique-análise, de comunicação e as ferramentas de trabalho para fazer deste início de ciclo a oportunidade para objectivar e tomar consciência das mensagens internas que precisam de ser clarificadas e conscientizadas. Planeta com a energia de 4º raio (a Harmonia através do Conflicto) e regente hierárquico de Escorpião, esta conjunção potencia o processo de desconstrução de todas as formas de pensamento que dominam a realidade de cada um (a “Energia segue o Pensamento”) e que estão na origem da dor e sofrimento da Humanidade. Vivido ao nível da personalidade significa gastarmos as energias deste ciclo a pensar nas inúmeras formas de destruir o que (e quem) nos incomoda, e que impede a realização dos nossos desejos pessoais (vistos como a única forma de garantir a “paz” que precisamos para a nossa vida).

O trígono a Neptuno confere-nos as qualidades de compaixão pelo que de pior possamos ver em nós e no mundo, a fé de que todos os conflictos têm resolução, e que passa em primeiro lugar por reconhecer que “ele” (o conflicto) existe e, no Silêncio da batalha, esperar por “ela” (a resolução). Assim ensinava Krishnamurti:

“Se realmente entendermos o problema a resposta virá dele, porque a resposta não está separada do problema.”

Esta ligação harmoniosa e tão fluida com Neptuno permite-nos transcender a prepotência da personalidade, responsável pela origem dos nossos conflictos (e do mundo), e simplesmente mergulharmos na Consciência colectiva de onde tudo teve a sua Origem, onde todo o caos se dissolve, onde todas as partes se Unificam a cada nova reconstrução… Faz-nos desejar, na mais nobre das suas devoções, a cura de toda a dor e sofrimento de que padece a Humanidade. Uma Humanidade com um comportamento essencialmente escorpiónico (no que se refere à sombra deste signo), que ainda consome os recursos do planeta de forma tão destrutiva e com uma lamentável ilusão de poder e impunidade sobre as circunstâncias.

Precisamos de transportar para este novo ciclo a Consciência da Harmonia através do Conflicto.

Bom trabalho para esta Lua Nova, em véspera de Halloween…

*

© Ana Paula Pestana, All Rights Reserved | ap_pestana@hotmail.com

Anúncios

Read Full Post »

%d bloggers like this: