Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘trânsitos planetarios para novembro’

reconciliation

Durante o mês de Novembro o Sol permanece em Escorpião até ao dia 21, data em que ingressa em Sagitário. Até esta data ele proporciona-nos a fluidez energética com um trígono a Neptuno (de 1 a 4), sextil Plutão (de 5 a 9) e trígono a Quíron (de 11 a 15). Estes aspectos trazem o potencial de cura e transformação através da Consciência dos processos já descritos na Lua Nova em Escorpião (que ocorreu no dia 30 de Outubro – ler mais aqui), e que encontram apoio e contribuem para a Identidade Universal através do sacrifício das pequenas vontades da personalidade que estão na origem das guerras e comportamentos destrutivos. Permite o aprofundamento necessário para transcender as ilusões de separatividade e a oportunidade para reconhecermos os nossos tabus e complexos psíquicos para que seja possível unificarmos todas as partes de nós, o que rejeitamos ou sentíamos que era rejeitado, e desenvolvermos a fé que nos ajuda a navegar, a ultrapassar e a compreender as crises vividas através das perdas. O quincôncio a Úrano em Carneiro (de 11 a 15) remete para a dificuldade em encontrarmos uma forma mais livre de nos expressarmos e, na incapacidade de nos dedicarmos ao processo anterior, o risco de procurarmos essa liberdade através dos equívocos psíquicos que ainda acumulamos. Com isto quero dizer, através de mais luta, guerra e destruição (tanto Escorpião com Carneiro regidos por Marte) porque pretendemos a liberdade não por meio da aceitação dos processos de transformação internos mas através da revolta pela resistência em fazê-lo.

Júpiter continua a avançar pelo signo de Balança e em muito podemos beneficiar das suas qualidades para trazer a presença do Ar que ajuda a clarificar as energias tão fortes e intensas que acabámos de abordar. Júpiter relaciona-se em sêxtil com Saturno em Sagitário de 11 a 30 de Novembro. Esta é uma comunicação bem diferente da que estabeleceram aquando da passagem de Júpiter em Virgem, período durante o qual mantiveram uma tensão (quadratura) que em muito contribuiu para a desaceleração do crescimento pessoal e cujo propósito era promover a compreensão dos nossos próprios limites e (limitações), bloquear a abertura de horizontes e de oportunidades para que fosse possível (antes de nos “lançarmos ao mundo”) uma expansão interna, ao nível do autoconhecimento e do aperfeiçoamento individual. Durante esta tensão Júpiter/Saturno, aqueles que mais se focaram nas dificuldades externas manifestas através desta relação, perderam a oportunidade de crescimento (Júpiter) que estava (e sempre está) implícita em qualquer experiência de vida. Para estes com maior dificuldade em “Acreditar” que é possível sentir Gratidão e ter esperança no futuro perante realidade tão sombria (e compreende-se perfeitamente até porque Júpiter estava em exilio no signo de Virgem…) Júpiter foi provavelmente muito pouco benéfico, e na realidade um verdadeiro “chato” ampliando tão-somente os detalhes enfadonhos e as imperfeições da nossa vida. Resta conseguir compreender que os únicos “benefícios” de que devíamos estar à espera (afinal Júpiter é o Grande benéfico), são tão-somente os frutos dos nossos esforços, trabalho e dedicação. Então, os benefícios conquistam-se e determinam a nossa “sorte” ou “azar”…

Júpiter em Balança vem ampliar a Consciência de nós próprios através da compreensão do que são «correctas relações humanas» (Djwal Khul). Os benefícios que as relações nos “trazem” não são ao nível lunar, das nossas necessidades egocêntricas, mas antes os benefícios que ambos têm como resultado da partilha adulta, madura, responsável, humilde e com real necessidade de aperfeiçoamento (Júpiter esteve em Virgem…). Por isso podemos beneficiar das oportunidades que Júpiter proporciona através das parcerias, relações, sinergias e partilha de esforços para encontrarmos o Caminho (outra função de Júpiter) para este trabalho de aperfeiçoamento. Como regente de Sagitário, o sextil com Saturno torna o contacto ainda mais forte e importante (e ainda podemos acrescentar que Saturno exalta-se em Balança). O sextil é um aspecto de entreajuda e um aspecto que facilita a contribuição mutua entre aquilo que cada função planetária representa. Neste caso, por exemplo, as estruturas legais e os valores morais sobre os quais uma sociedade assenta (Saturno) serão tão mais justas, equilibradas e éticas quanto maior for o respeito e o entendimento do que são «correctas relações humanas» (Júpiter). O respeito pelo próximo, a verdadeira cooperação, os acordos justos e a diplomacia são fundamentais para que as estruturas que construímos sejam fundadas na qualidade das nossas relações com a vida e não no desejo egocêntrico de vencer a todo o custo. Se cada um de nós oferecer um pouco do que de melhor há em si ao invés de procurar ir retirar do outro o que ele tem de melhor para seu beneficio pessoal, estaríamos no caminho certo para construir uma sociedade baseada em «correctas relações humanas». Saturno rege Plutão que ainda permanece em Capricórnio, pelo que este período será importante para que possam ser desenvolvidas leis nacionais e internacionais de interajuda, novos acordos diplomáticos que visem o bem comum e o desenvolvimento de uma sociedade mais preocupada com os “direitos humanos”, leis mais justas e equilibradas e até no que respeita à forma como vemos o “casamento”.

Esta relação entre Júpiter e Saturno marca grande parte do mês (20 dias, de 11 a 30 de Novembro), e funcionará como o grande pano de fundo para o desenvolvimento das restantes temáticas planetárias. Durante este período, Marte ingressa no signo de aquário a 9 de Novembro e faz trígono a Júpiter em Balança no dia 29 e 30 (sendo que este contacto será ampliado em Dezembro com o sextil a Saturno). Aqui teremos a energia de activação que permite a tomada de iniciativas que sejam mais humanitárias com necessidade de lutar pela diferença, pela mudança que traga uma maior Liberdade de acção nas nossas vidas. Podemos sentir-nos menos condicionados e com maior optimismo para lutar pelas ideologias e filosofias de vida que permitam ter esperança por um futuro melhor. Apoiado por Júpiter em Balança, é um bom período para aproveitar as oportunidades que permitem estas iniciativas.

O posicionamento de Vénus em trânsito por Capricórnio a partir do dia 12 traz tensão a esta temática pela quadratura a Júpiter em Balança (disposto por Vénus) e conjunção a Plutão em Capricórnio, ambos de 23 a 28 de Novembro, e por fim quadratura a Úrano em Carneiro de 28 a 30 de Novembro. Isto fala da necessidade de abordarmos os padrões relacionais que ainda bloqueiam a expansão desta boa vontade, de percebermos que valores mais materialistas se sobrepõem, oprimem e bloqueiam a expressão desta boa vontade, da verdade, da honestidade, dos valores éticos e morais. Que interesses pessoais corrompem o Caminho do Bem, do Amor, da Paz, da Harmonia e da Justiça. Mas representa simultaneamente, a necessidade de lidarmos com as dificuldades que emergem das nossas relações, contractos, parcerias bem como dos nossos recursos materiais, e como a atenção a tudo isto pode ser desviada para uma excessiva busca de prazer e bem-estar. O sextil a Neptuno de 18 a 22 de Novembro é a oportunidade de dirigirmos estas intenções para a dissolvição das parcerias que não são em benefício do colectivo.

Mercúrio ingressa em Sagitário a 12 de Novembro e pensamos mais em termos de conceitos e filosofias do que de forma lógica, racional e imparcial e com tendência a tomar os factos pela verdade (posicionamento de exilio). A quadratura a Neptuno de 17 a 20 é uma fase que acrescenta alguma confusão a esta capacidade de raciocínio lógico e que pode trazer grandes equívocos ao nível da comunicação baseado em ideias fanáticas que promovem mais a confusão que o esclarecimento. Mas de 21 a 24 Mercúrio faz sextil a Júpiter, de 22 a 25 faz conjunção a Saturno e de 25 a 28 trígono a Úrano. Depois da “lavagem cerebral” do contacto anterior, durante este período a comunicação está mais voltada mais para a compreensão dos factos e circunstâncias e podemos aproveitar para expandir as nossas ideias e inovar alguns aspectos das nossas rotinas e estruturas mentais de organização, para pensarmos além-fronteiras de forma mais ordenada e estruturada.

Bom trabalho para Novembro.

*

© Ana Paula Pestana, All Rights Reserved | ap_pestana@hotmail.com

Read Full Post »

%d bloggers like this: